sábado, 1 de agosto de 2015

É...já faz tempo que não escrevo...
Muita água passou por baixo da ponte e inundou as colheitas desses anos todos, a filoxera resolveu aparecer também...mas alguns vinhos da minha reserva me mantiveram vivo e apesar até de insubordinações e boicotes de integrantes de minha vinícola/bodega estarem minando minhas forças eu estarei firme e forte, pois como diziam os Vikings (acho eu) “Sou firme, sou forte, sou filho do Norte!”
Estou voltando aos poucos e me parece que agora em definitivo, estou na convalescência e as coisas têm que ser devagar.
Como disse, minha adega (reserva pessoal) me mantém respirando e novos horizontes estão surgindo com o dissipar das nuvens e me parece que é uma terra boa pra plantar, vamos ver.
Alguns velhos amigos apareceram e com eles os bons momentos voltaram, juntamente com bons vinhos, bons assuntos, boas músicas...bons...boas...incrível como o adjetivo bom está diretamente vinculado com o verbo vinho, pera aí, verbo vinho??? Sim, verbo, pois até Deus definiu que ele, o vinho faria parte do momento mais importante da passagem de seu Filho pela Terra, então, pra mim o vinho é sim um verbo, até na gramática o verbo não é termo que indica a ação? Então quando nos reunimos pra tomarmos um vinho quem é o verbo? E não digo nem o sujeito, pois o sujeito é o que trás o vinho (verbo).
Hoje é sábado 01/08/2015 e só porque hoje é sábado, abramos um vinho e celebremos.
É...acho que estou de volta!
Vamos ver onde vai dar....
Bom final de semana a todos!

Saúde!

Um comentário: